Crédito: iStock

A sustentabilidade está em pauta em diversos setores. Na construção civil, não é diferente. Enquanto a preservação do meio ambiente se torna fator imprescindível para qualquer projeto, a tecnologia funciona como aliada para concretizar todos os tipos de projetos.

Reduzir o impacto ambiental da obra é um dos objetivos quando se planeja uma construção. A transformação física do espaço acaba por gerar muitos resíduos e também consumir recursos naturais. A tecnologia entra de diversas formas para reduzir ao máximo potenciais danos ao meio ambiente.

A tecnologia permite que se colete dados e economize tempo. Com cálculos precisos, se reduz o uso de materiais. Controlar o uso de água e energia durante a obra por meio de tecnologia ajuda a não desperdiçar esses recursos naturais.

A realidade aumentada já ocupa espaço na construção civil. Com ela, é possível visualizar o projeto em 3D e entender quais as expectativas e necessidades dos espaços. Com esse recurso, é possível ter uma melhor ideia do processo para se chegar ao objetivo.

Os aplicativos em construção civil se proliferaram, e todos que possuem um smartphone podem se beneficiar. De fácil acesso, é possível ter todas as informações em um pequeno eletrônico. A facilidade dos apps faz com que se possa ter fotos da obra, plantas com marcações e muitos outros processos que envolvem a construção civil.

Hoje em dia, o uso de drones também pode fazer um mapeamento da área com informações mais precisas e de forma mais econômica. Com os drones, é possível coletar imagens de grandes áreas e também fazer auditoria em obras. É uma boa ferramenta de inspeção a um custo reduzido.

Um maquinário mais avançado também ajuda no cálculo de tempo da obra e suas economias. Usar uma plataforma elevatória, item que está cada vez mais tecnológico e eficiente, permite acessar lugares mais altos durante a obra de forma precisa para executar o trabalho necessário.

O uso de materiais ecológicos também está em alta. O desenvolvimento de alternativas sustentáveis já é uma realidade, como é o caso dos tijolos ecológicos. A utilização de telhados verdes e jardins verticais se tornou uma solução termoacústica para os edifícios.

A energia renovável também está nos projetos. Assim, se prioriza tanto a luz quanto a ventilação natural. As placas fotovoltaicas também fazem parte de um pensamento sustentável. Nada melhor do que gerar a própria energia e colaborar com o bem-estar do meio ambiente.