Inteligência Emocional: O que é e como desenvolver?

Saber como agir em situações adversas e de dificuldades faz com que os relacionamentos interpessoais e conexões emocionais melhorem.

Mas para isso, é necessário o gerenciamento dos pensamentos, sentimentos e atitudes.

No entanto, a inteligência emocional é uma habilidade que não só pode, como deve ser desenvolvida ao longo da nossa vida

Continue a leitura e saiba tudo sobre esse assunto tão interessante!

O que é e por que desenvolver a inteligência emocional

A inteligência emocional pode ser definida como uma capacidade de compreender e gerenciar os próprios sentimentos, assim como os sentimentos de terceiros. 

Esse conceito psicológico caracteriza indivíduos que conseguem identificar o que está sentindo junto às emoções de uma forma mais fácil.

Contudo, desenvolver essa técnica é uma forma de conseguir enxergar pontos como, aumento da autoestima e da autoconfiança e melhorias na comunicação.

Sem esquecer de uma melhor e mais concreta performance.

De forma geral, ter capacidade de inteligência emocional é saber trabalhar e desenvolver a autoconsciência a qualquer momento.

6 dicas para desenvolver a inteligência emocional

A inteligência emocional pode ser desenvolvida em todas as situações, o que incluiu ambiente de trabalho, escola, faculdade, em casa, nas mais diferentes áreas da vida.

Mas, para descobrir como colocá-la em prática, é fundamental ter consciência de si mesmo para lidar com as adversidades da melhor forma. 

Esse processo pode ser desafiador, assim é importante contar com psicólogos ou alguns tipos específicos de terapias, como terapia cognitiva comportamental.

E com um bom controle da inteligência emocional é possível ser alguém que todos fazem questão de ouvir.

Para isso, separamos 6 dicas que certamente vão te ajudar na hora de desenvolver a inteligência emocional. 

Vem ver!

#1 Busque “responder” ao invés de “reagir”

O nosso cérebro emocional responde aos acontecimentos de maneira mais rápida do que o lado pensante.

O que torna importante manter a concentração nas ações, percebendo a diferença entre responder e reagir.

Reagir é um processo inconsciente junto a gatilhos emocionais fazendo com que nossos comportamentos sejam involuntários, expressando emoções de forma “errada”. 

Por outro lado, o responder é a forma consciente, onde percebemos os sentimentos, e só assim decidimos como devemos e queremos nos comportar.

#2 Controle os sentimentos

Tente controlar seus sentimentos antes de sair falando tudo por aí, pense bem e com calma. 

Tenha em mente que a pressa é inimiga das coisas perfeitas.

Enquanto a inteligência emocional pode ser devagar porém com resultados.

Sentimentos acabam se elevando, aumentando e desaparecendo de forma natural. 

Mas, seu único foco é evitar que isso aconteça, se controlando para não chegar ao topo e se descontrolar.

#3 Saiba lidar com as sensações negativas

Para alcançar bem-estar próprio é preciso manter todas as emoções que nos preocupam sobre controle. 

Só de lidarmos com emoções negativas pode causar maus sentimentos. 

Sempre que isso surgir de maneira intensa e permanecer por muito tempo,é importante ficar atento para não acabar com a nossa estabilidade.

Para lidar com as emoções e sentimentos negativos existem algumas técnicas feita com a ajuda de profissional, como na terapia online

#4 Pratique a empatia

A empatia está relacionada com o entendimento ao próximo, como a pessoa se sente ou se comporta pode informar se entendeu ou não o que está sentindo. 

A empatia deve começar por você, isso quer dizer, sempre que sentir ou se comportar de alguma forma, se questione o porquê está agindo assim ou se sentindo daquela maneira.

#5 Tenha o autoconhecimento e entenda seus limites

Existem situações em que é super importante definir nossos limites da forma certa, limites esses que podem incluir o processo de discordar, falar não e deixar de se sentir culpado.

É válido entender quando é hora de mudar o foco. 

Neste caso, a inteligência emocional envolve não apenas a capacidade de olhar para dentro de si, mas também de estar presente no que acontece ao seu entorno. 

#6 Saiba lidar com a pressão

O estilo de vida em que vivemos atualmente, depende muito de nós. 

A pressão pode ser externa, dos chefes ou de nós mesmo, justamente pela extensa e interminável cobrança de resultados.

É preciso priorizar o que é mais importante, não deixar que a ansiedade tome conta da situação. 

Uma forma é criar listas indo do mais ao menos urgente. 

Quanto mais se aprimorar com a inteligência emocional, mais rápido conseguirá resolver seus problemas.

Ademais, a inteligência emocional é altamente flexível. 

Conforme vamos treinando o cérebro com os comportamentos emocionais inteligentes, ele acaba criando cenários que se transformam em hábitos.

Porém ao mesmo tempo ele adverte, criando um alerta que devemos controlar as emoções, e senti-la da melhor maneira possível.

O que achou do conteúdo? 

É hora de começar a praticar inteligência emocional! 

Aproveite o momento e acompanhe muitos outros conteúdos interessantes!