Empresas verdes: Entenda como ser um negócio mais sustentável e lucrativo

Empresas verdes

A partir do desenvolvimento sustentável, responsabilidade social corporativa, teoria das partes interessadas e prestação de contas, é possível estabelecer os 4 pilares das empresas verdes, que ganham cada vez mais adeptos em escala global. 

Essa é uma evolução que líderes e gestores estão adotando como alternativa ao modelo tradicional de crescimento e maximização de lucros.

Em pleno século XXI, as discussões sobre a sustentabilidade corporativa têm ganhado cada vez mais espaço. 

A sustentabilidade corporativa está sendo inserida nos processos de trabalho das denominadas empresas verdes e, em alguns casos, como sinônimo de outros termos, como “desenvolvimento sustentável” e “responsabilidade social corporativa”. 

Sobre a importância de estar entre as empresas verdes

As questões ambientais aumentaram em número ao longo dos anos e, com a poluição atingindo níveis preocupantes, a conscientização também se espalhou em escala global. 

Os negócios são os principais alvos dos ativistas, considerando o impacto que têm na degradação ambiental. 

É por isso que surgiram inúmeras novas regulamentações, que exigem que as empresas implementem mudanças, tornando as atividades mais ecologicamente corretas.

Embora existam ações e normas legislativas a seguir, há muitas outras mudanças que valem a pena perseguir por iniciativa própria, principalmente para aqueles que querem fazer parte das empresas verdes. 

Além da proteção ambiental, que é o objetivo final, é preciso considerar outros aspectos que tornam a decisão de se tornar verde atraente.

Estratégias e vantagens das empresas verdes

Muitas empresas de brindes personalizados têm implementado medidas para reduzir o impacto ambiental, estabelecendo metas de curto e longo prazo para atingir os objetivos. 

É um equívoco comum pensar que fazer mudanças é muito caro para as empresas quando, na verdade, tornar-se verde traz muitos benefícios além do cumprimento das responsabilidades legais e morais. 

A seguir estão dispostas diferentes estratégias, e as respectivas vantagens, que tornam a sustentabilidade um fator preponderante para que as organizações sejam consideradas empresas verdes. 

1. Estabeleça metas

Ao definir metas verdes, é importante decidir o que se deseja alcançar. É preciso seguir as pesquisas científicas mais atualizadas sobre mudanças climáticas para tomar as decisões corretas para o meio ambiente e para a empresa. 

Propor ações para o meio ambiente deve ser a maior razão para se tornar verde, mas há outros benefícios também. 

Quando um escritório de contabilidade em São Paulo passa a ser ecologicamente correto, isso  aumenta a reputação demonstrando que há responsabilidade e se está focada na sustentabilidade, junto aos consumidores, acionistas e funcionários. 

Embora mudar para energia renovável ou instalar iluminação ecoeficiente no escritório possa parecer um investimento caro no início, essas mudanças podem economizar dinheiro a longo prazo. 

2. Reduza a energia e seja renovável 

Em primeiro lugar, é importante estar ciente da quantidade de energia que se está usando para identificar as áreas onde a mudança é necessária. 

O mercado oferece medidores inteligentes que facilitam o monitoramento do consumo de água e energia elétrica da empresa, o que ajuda a considerar as alterações que podem ser realizadas para reduzir o uso. 

Talvez os maiores usos de energia em ambientes baseados em escritórios sejam essenciais, como iluminação, climatização e equipamentos elétricos. 

Se o prédio tem muitas janelas, o bom uso da luz natural ao longo do dia é um fator preponderante. 

Muitos escritórios que prestam serviços de contabilidade preços acessíveis empregam a instalação de sensores para desligar as luzes quando não há movimento.

O uso de notebooks, em vez de computadores de mesa, sempre que possível, ajuda a reduzir o consumo de energia elétrica. 

Pequenas ações, como desconectar carregadores da tomada quando não estão em uso, têm um impacto maior no consumo de energia do que se imagina.

3. Reduza o desperdício

Cada empresa produz diferentes quantidades de resíduos, independente do setor ou do tamanho da organização. 

O que importa é saber como reduzir o que produzem, seja papelão, plástico ou até mesmo itens elétricos. 

Algumas soluções podem ser simples, ou seja, papel. No caso de um escritório, provavelmente usar um pedaço de papel de rascunho é algo fácil de se implementar.

Para reduzir ainda mais o desperdício, existe a possibilidade de comprar papel reciclado; uma das opções mais ecológicas para empresas que buscam reduzir a pegada de carbono. 

O papel reciclado utiliza menos energia e água, e o processo de fabricação produz menos carbono do que o papel não reciclado. 

Outro fator que deve ser avaliado é a tecnologia. Todo escritório precisa de novos equipamentos de vez em quando, pode ser porque a empresa está em expansão ou porque aumentou os serviços que oferece. 

Embora a tecnologia recondicionada não seja nova no mercado, os empregadores ainda podem estar céticos em relação a esses produtos, pois podem parecer menos confiáveis. 

Isso, no entanto, não é verdade. Eletrônicos recondicionados podem ter um grande impacto no meio ambiente e também podem ajudar a empresa a economizar dinheiro. 

Para garantir que os computadores sejam reciclados corretamente, é preciso considerar o uso de fontes de reciclagem específicas que descartam os produtos antigos corretamente, evitando que resíduos tóxicos sejam depositados no meio ambiente. 

Outra opção seria doar a tecnologia antiga para instituições de caridade e organizações locais que fornecem computadores gratuitos a famílias carentes, sendo útil para tantas pessoas que trabalham e estudam de forma remota.

4. Use materiais sustentáveis em diferentes situações

Outra forma de um negócio se tornar mais sustentável é usar embalagens sustentáveis. Existem muitas opções para empresas que desejam melhorar os métodos de embalagem, como o uso de:

  • Embalagem de amido de milho;
  • Papel e papelão reciclados;
  • Sacolas de plástico biodegradáveis;
  • Tecidos orgânicos.

De fato, o melhor é usar a menor quantidade possível de embalagens. 

Minimizar a quantidade de embalagens que se usa é um primeiro passo para se tornar um negócio mais sustentável.

5. Parcerias com fornecedores locais e sustentáveis

Há muitos benefícios em adquirir produtos locais, incluindo melhorar o impacto ambiental da empresa, pois as entregas não precisam viajar para tão longe. 

É também uma maneira de aproveitar as oportunidades disponíveis na área local. Nunca se sabe se uma empresa local desenvolveu exatamente o produto ou solução que a empresa precisa.

A parceria com fornecedores locais que prestam serviço de terceirização de limpeza também pode fazer maravilhas para a marca de uma empresa e é uma forma de apoiar a comunidade local. 

6. Meça e reduza a pegada de carbono:

Muitos países estão propondo objetivos como atingir zero emissões de carbono ainda neste século. Sendo assim, essa também deve ser uma das metas das empresas verdes.

Então, o que uma empresa pode fazer para atingir esse objetivo?

O primeiro passo é começar a medir a pegada de carbono. Isso informa exatamente a que distância se está de alcançar a escala Net Zero, uma medida para que você possa planejar sua estratégia ambiental de maneira mais eficiente e direcionada. 

Vale considerar encontrar maneiras de reduzir as emissões de carbono, como investir em um fornecedor local, diminuir viagens ou mudar para energia renovável. 

Depois de esgotar as maneiras de reduzir as emissões, é preciso considerar compensar as emissões restantes e se tornar um negócio neutro em carbono. 

7. Encontre e apoie uma causa

Além de considerar quais metas a organização pode alcançar no curto prazo, também é importante pensar grande e definir metas de longo prazo. 

Mudanças maiores terão um impacto maior no meio ambiente, bem como nos outros benefícios que advêm de se juntar às empresas verdes.

Um objetivo de longo prazo pode ser apoiar uma instituição de caridade que se alinhe aos objetivos ecológicos. 

Há a possibilidade em apoiar uma causa mais específica, como organizações que se concentram em diferentes aspectos do planeta que foram severamente afetados pelo aquecimento global. 

Escolher uma causa específica, como reflorestamento ou redução da poluição da água, pode se alinhar melhor às crenças da empresa e atrair mais clientes em potencial, que podem se apaixonar pela mesma causa.

A motivação por trás das empresas verdes

Por que o aumento repentino da sustentabilidade corporativa? Principalmente a partir dos anos 2000, a maioria das empresas tem feito esforços verdes na esperança de aumentar a reputação.

As empresas veem impactos positivos e mensuráveis, já que no passado muitas organizações evitavam iniciativas verdes porque o retorno do investimento era frequentemente difícil de quantificar. 

No entanto, recentemente as empresas que fazem mudanças ambientais compartilham as experiências e dados, proporcionando algumas das evidências mais convincentes para as empresas tornarem a sustentabilidade uma prioridade.

Em evidência, isso demonstra aumento do crescimento das empresas verdes, assim como mostra benefícios intangíveis, como atrair funcionários e fazer novas parcerias.

Conclusão

Por fim, é preciso entender que os consumidores estão exigindo iniciativas verdes por parte de empresas e corporações. 

Pesquisas mostram que os consumidores de todas as gerações acreditam que é importante que as empresas implementem programas para melhorar o meio ambiente.

Afinal, mesmo que seja um processo rigoroso, há análises de diferentes áreas do negócio, como sua cadeia de suprimentos, direitos trabalhistas e a pegada de carbono, que valem a pena para a sociedade e todo o planeta.

Texto originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, canal em que você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.