Meio Ambiente

Congresso de irrigação e drenagem tem início em Sergipe

Teve início na noite deste domingo, 8, a 25ª edição doCongresso Nacional de Irrigação e Drenagem (Conird), no campus da Universidade Federal de Sergipe em São Cristóvão, região metropolitana de Aracaju. O evento é uma realização da Associação Brasileira de Irrigação e Drenagem (ABID), com apoio da Embrapa e diversas organizações de ciência, tecnologia e desenvolvimento.
A programação segue até a sexta-feira, 13, com conferências, oficinas, palestras e visitas de campo a áreas irrigadas de coco em Sergipe e Bahia.
O chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia da Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju, SE), Ronaldo Resende (na foto, à esq.), representou a Embrapa na cerimônia de abertura. Ele destacou a satisfação da Embrapa por estar participando, representada por diversas Unidades, de um evento tão importante para a agricultura e o meio ambiente.
“A Embrapa tem a alegria de agregar a expertise de pesquisadores de suas Unidades em várias regiões no mais importante evento sobre agricultura irrigada do país, que tem o grande mérito de estar na sua 25ª edição”, declarou, reforçando que o grande desafio da pesquisa na área é avançar no desenvolvimento de soluções tecnológicas inovadoras para o manejo da agricultura irrigada.

Foto: Rebecca Melo – Asscom Conird

Rebecca Melo - Asscom Conird - Mesa de abertura do 25º Conird, que segue até 13/11

Mesa de abertura do 25º Conird, que segue até 13/11

Contribuição da Embrapa
Ronaldo é um dos pesquisadores da Embrapa que atuarão nas oficinas do congresso nos dias 9, 10 e 11. Ele apresenta a oficina ‘A irrigação no setor sucroalcooleiro energético’.
Serão apresentados e discutidos aspectos gerais da irrigação, fertirrigação e quimigação em cana-de-açúcar a partir de experiências e resultados de ações de pesquisa em campo, com o apoio de usinas parceiras. Resende contará com o apoio dos pesquisadores Julio Amorim, da Embrapa Tabuleiros Costeiros, e Aderson de Andrade Jr., da Embrapa Meio-Norte(Teresina, PI), além do professor do Departamento de Agronomia da UFS, Raimundo Gomes.
Os debates contarão com relatos de representantes de usinas que atuam em parceria com a Embrapa em experimentos com a cultura da cana. O foco será nas questões relacionadas ao manejo da irrigação, sistemas de irrigação, aproveitamento da precipitação visando reduzir a necessidade de irrigação, entre outros.
Frederico Durães, gerente-geral da Embrapa Produtos e Mercado (Brasília, DF), discute as Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) para irrigação agrícola, enfocando sistemas informacionais para manejo de precisão de água na agricultura irrigada.
Culturas perenes irrigadas, como citros, banana, café e cacau, são tema de oficina ministrada pelos pesquisadores da Embrapa Mandioca e Fruticultura (Cruz das Almas, BA), Maurício Coelho Filho e Eugênio Coelho.
Antônio Marcos Coelho, da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas, MG), apresenta os temas ‘Pastagens e forrageiras irrigadas para corte e milho irrigado para produção de grãos e silagem’.
O pesquisador da Embrapa Solos (Rio de Janeiro, RJ), Pedro Luiz de Freitas, fala sobre reuso de águas servidas na agricultura irrigada.

Saulo Coelho (MTB/SE 1065)
Embrapa Tabuleiros Costeiros

Telefone: 79 4009-1381

Tags
Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close