Meio Ambiente

8 lugares mais profundos do Planeta Terra

Conheça estas maravilhas subterrâneas (e subaquáticas), mas não se esqueça de levar a lanterna.

Viajar até as grandes profundezas do planeta tem quê de excitante. É claro que em alguns desses confins você só consegue enxergar o escuro, mas em outros você consegue ver a magia que somente o subterrâneo pode lhe oferecer. Pôr os pés dentro de um vulcão, nadar sob um lago congelado, veja abaixo alguns dos lugares mais profundos do planeta Terra.

Tem alguém aí? (aí…aí…)

A caverna Krubera, na Geórgia
A caverna Krubera, na Geórgia© Stephen Alvarez/Getty Images

Onde: Geórgia
Profundidade: 2.197 metros
Dificuldade para se chegar lá: 9

A caverna Kubrera-Voronya é atualmente a caverna mais profunda conhecida pelo homem, encontrada no Maciço de Arabika. Tem sido o lugar ideal para os exploradores que desejam conhecer as partes mais profundas da caverna. A parte mais profunda já explorada está a 2.197 metros, cujo recorde foi estabelecido pelo ucraniano Gennedy Samokhin em 2012.

Muito abaixo do Titanic

O primeiro mergulho no fundo do oceano
O primeiro mergulho no fundo do oceano© Thomas J. Abercrombie/Getty Images

Onde: Fossa das Marianas (Oceano Pacífico)
Profundidade: 10.916 metros
Dificuldade para se chegar lá: 10

A parte mais profunda dos oceanos foi explorada pela primeira vez em janeiro de 1960 por Don Walsh e Jacques Piccard, utilizando-se do batiscafo nomeado de “Trieste”. Recentemente explorada, em 2012, pelo cineasta James Cameron (o diretor de Titanic), o mergulho foi feito com o submergível Deepsea Challenger (O Desafiador dos Mares Profundos, em tradução livre) sob o comando de um piloto humano, enquanto o diretor filmava todo o processo com o objetivo de promover descobertas científicas.

Viagem ao Centro da Terra

É possível conhecer o vulcão Thrihnukagigur por dentro.
O vulcão Thrihnukagigur por dentro© Iurie Belegurschi/IcelandPhotoTours

Onde: Islândia
Profundidade: 213 metros
Dificuldade para se chegar lá: 5

Este vulcão inativo é o único no mundo que pode ser explorado por dentro. Mas não se preocupe, pois sua última erupção aconteceu há 4.000 anos e não há nenhuma indicação de que vai ocorrer outra em breve. Visitar o Thrihnukagigur é moleza, os visitantes são levados por um elevador externo e lá podem admirar as maravilhas da câmara subterrânea multicolorida. Se Júlio Verne soubesse disso…

Um buraco feito à mão

A mina de ouro de Mponeng: buraco mais profundo feito pelas mãos do homem.
O buraco mais profundo feito pelas mãos do homem© Graeme Williams/Getty Images

Onde: África do Sul
Profundidade: 4.000 metros
Dificuldade para se chegar lá: 6

Mponeng é uma mina de ouro localizada na África do Sul e a 4km abaixo da superfície. Leva-se horas para chegar lá ambaixo. A estrutura é o mais profundo buraco escavado pelo homem e hoje em dia ainda possui minério a ser explorado. Uma vez nas profundezas da mina, a temperatura da rocha beira os 60ºC com uma umidade relativa do ar de 95%.

Sibéria, o lar do lago mais profundo do mundo

Lago Baikal: o mais profundo no planeta
Lago Baikal: o mais profundo no planeta© Byron Tanaphol Prukston/Getty Images

Onde: Sudeste Siberiano
Profundidade: 1637 metros
Dificuldade para se chegar lá: 8

O Lago Baikal está longe de ser um lugar turístico por conta de sua localização – situado numa remota parte da Sibéria. Em 2013, a tocha olímpica Sochi foi levada até o fundo do lago por mergulhadores e até mesmo o presidente Vladimir Putin visitou este confim com um mini-submarino.

O ponto mais baixo do planeta Terra

Sob o gelo reside o ponto mais baixo do planeta
Sob o gelo reside o ponto mais baixo do planeta© Gordon Wiltsie/Getty Images

Onde: Oeste da Antártida
Profundidade: 2.555 metros abaixo do nível do mar
Dificuldade para se chegar lá: 10

A Fossa Sub-Glacial de Bentley é o ponto mais baixo na superfície do globo que não está coberta por um oceano. Acontece que ela está coberta por gelo. Sua estrutura é mais profunda que o Grand Canyon e foi encontrada por um grupo de cientistas que mapeavam as Terras Subglaceares de Ellsworths, com a ajuda de satélites e radares que penetram o gelo.

O mergulho com oxigênio mais profundo

Ahmed Gabr quebrando o seu recorde de mergulho
Ahmed Gabr quebrando o seu recorde de mergulho© Jenny Lord

Onde: Mar Vermelho, Egito
Profundidade: 332,35 metros
Dificuldade para se chegar lá: 9

O mergulho mais profundo com oxigênio foi feito por Ahmed Gabr em setembro de 2014. Ele teve que submergir 332,35 metros no Mar Vermelho, no Egito, para atingir este recorde. Este novo recorde superou o antigo por 14,1 metros.

Uma caverna para escalar

Stefan Glowacz e Chris Sharma em sua expedição no Omã.
Por dentro de Majlis al Jinn© Klaus Fengler/ Stefan Glowacz GmbH

A caverna de Majlis al Jinn é uma das câmaras mais profundas do mundo. O que a torna especial é o fato de que o único meio para se entrar nela é descer por um rapel de 160 metros. A não ser, é claro, que você seja Felix Baumgartner, que pulou de paraquedas para dentro da caverna em 2007. Chris Sharma e Stefan Glowacz desceram ao seu fundo e, enquanto escalavam para fora – através de uma rota nunca antes feita, conquistaram o título do maior teto escalado do mundo.

Com as informações Redbull

Sobre o autor | Website

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Meio Ambiente Rio com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.