Entretenimento

Globo proíbe contratados de fazer publieditorial nas redes sociais

Emissora carioca cria departamento para fiscalizar perfis de atores nas redes

Sabe o famoso Publi? O tradicional jabá? E aquela famosa permuta? Troca de favores?

Ao que parece, essa prática tem tudo para ter um fim na Rede Globo. A alta cúpula não está gostando nada de novos contratados estarem se aproveitando da visibilidade que vem conquistando na emissora para fazer publieditorial nas suas redes sociais.

Segundo o jornalista Leo Dias, do jornal O Dia, a insatisfação com a prática dos publieditoriais é tamanha que um departamento específico já está sendo planejado para monitorar a atividade dos contratados nas redes sociais.

Vale ressaltar que a medida não envolve os contratos publicitários fechados do Modo Tradicional. O objetivo da Rede Globo é evitar a troca de favores em nome da empresa. Está se tornando comum as publicações digitais enfatizarem o fato de contarem com um ator global em suas campanhas publicitárias. Diante disso, qualquer contrato de publicidade legal e fechado sem a participação e o uso do nome da emissora está permitido, embora com algumas ressalvas.

Uma das ressalvas é não citar profissionais que tem contratos fechados com outras emissoras de TV ou veículos de comunicação, no formato impresso ou na Web, que concorrem direta ou indiretamente com o Grupo Globo.

Instagram, a rede social mais usada pelas celebridades

Com tantas restrições, pode ser que alguns artistas pensem duas vezes na próxima vez que forem fechar um novo publieditorial para as suas redes sociais.

A justificativa da emissora para adotar essa prática é o fato de muitos profissionais que tem contrato assinado por obra estarem ganhando dinheiro em cima do valor intangível da marca Globo e não pelas suas competências artísticas.

O famoso Publieditorial já é uma prática bastante comum nas redes sociais. Os seguidores de celebridades já estão bastante acostumados a ver aquele famoso publi passando pela timeline em meio a outras publicações “naturais”.

De uma forma geral, o Publieditorial, ou a conhecida Troca de Divulgação, já é uma prática bastante aceita nas redes sociais. Porém, isso não significa que a atitude não seja criticada. Vez ou outra, algumas pessoas reclamam daquele famoso que “esqueceu” de sinalizar que determinada publicação se trata de patrocínio e não de uma indicação aleatória.

E você, concorda com as restrições impostas pela Rede Globo ou acha que a marca pode ser usada como meio de troca para os funcionários da emissora? Diga a sua opinião nos comentários!

Olá! Eu sou o Raigor. Sou escritor de livros infanto-juvenis desde 2014 e redator nas horas ocupadas. Autêntico canceriano e apaixonado pela escrita desde que aprendi a ler com quatro anos, escrevo sobre celebridades, séries e filmes aqui no Meio Ambiente Rio. Eu amo esse universo e se quiser entrar em contato comigo, escreva pararaigorbooks@gmail.com

Tags
Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close