Meio Ambiente

Embrapa reúne informações sobre saneamento básico rural

Em sintonia com a Campanha da Fraternidade Ecumênica 2016, lançada nesta quarta-feira (10/02), pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e pelo Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic), que foca o problema do saneamento básico, a Embrapa disponibiliza um espaço voltado para a temática, mas com destaque na área rural do país.
No Portal da Embrapa (www.embrapa.br) é possível encontrar diversas informações sobre as três tecnologias sociais desenvolvidas pela Embrapa Instrumentação (São Carlos – SP) destinadas à promoção do saneamento básico rural – Fossa Séptica Biodigestora, Clorador Embrapa e Jardim Filtrante. Além de vídeos, a página disponibiliza fotografias, publicações, notícias, projetos, parceiros e respostas para perguntas mais frequentes.
De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE – PNAD 2013), o Brasil possui cerca de 31 milhões de habitantes morando na área rural e comunidades isoladas do país. No entanto, apenas 22% dessa população tem acesso a serviços adequados de saneamento básico e cerca de 5 milhões de brasileiros ainda defecam ao ar livre. A estatística aponta que aproximadamente 24 milhões de pessoas sofrem com o problema crônico e grave da falta de saneamento básico.
“Em função do Saneamento Básico ter sido escolhido como foco de discussão da Campanha este ano e de toda a experiência acumulada pela corporação no que se refere ao Saneamento Básico Rural, achamos uma excelente oportunidade a criação desse espaço no Portal Embrapa”, avalia o chefe-geral da Embrapa Instrumentação, João Naime.
“O Saneamento Básico Rural tem motivado a realização de dias de campo, palestras, cursos e instalação de unidades demonstrativas, além de ser tema de dezenas de reportagens na mídia. Isso pode ser comprovado pelo nosso Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), no qual esse tema lidera as consultas há alguns anos. Agora, todo esse trabalho poderá ser facilitado e agilizado com ação nas mídias digitais”, acrescenta o chefe adjunto de P&D, Wilson Tadeu, que lidera os trabalhos com o tema no Centro de Pesquisa.
Tecnologias sociais
Fossa Séptica Biodigestora
A montagem de um conjunto básico da tecnologia, projetado para uma residência com cinco moradores, é feita com três caixas d´água de 1000 litros (fibrocimento, fibra de vidro, alvenaria, ou outro material que não deforme), tubos, conexões, válvulas e registros. A tubulação do vaso sanitário é desviada para a Fossa Séptica Biodigestora, onde o esgoto doméstico, com o auxílio de um pouco de esterco bovino fresco, é tratado e transformado em adubo orgânico pelo processo de biodigestão anaeróbia.
As caixas devem ficar semienterradas no solo para que o sistema tenha um isolamento térmico e, assim, não ocorram grandes variações de temperatura. A quantidade de caixas deve aumentar proporcionalmente ao número de pessoas na família.
Clorador Embrapa
Desenvolvido com criatividade e economia por pesquisadores da Embrapa Instrumentação e Embrapa Pecuária Sudeste, o equipamento pode ser montado pelo próprio usuário a um custo muito baixo. Basta adquirir registros, torneira, tubulação e cloro granulado, preferencialmente estabilizado, que normalmente contém 60% de cloro ativo. O Clorador é instalado entre a tubulação que recolhe a captação da água e o reservatório. Em uma hora, toda água da residência estará isenta de germes e pronta para ser consumida.
Jardim Filtrante
A tecnologia complementa o sistema de saneamento básico na área rural. O Jardim Filtrante (conhecido como área alagada artificial ou wetland) é para tratamento da água cinza, aquela da pia, cozinha, chuveiro e tanques, não tratada pela Fossa Séptica Biodigestora.
É similar a um pequeno lago impermeabilizado com geomembrana de polietileno de alta densidade ou equivalente, protegida por manta de bidim, coberta de brita e areia grossa. Plantas macrófitas aquáticas, como copo de leite, lírio do brejo retiram os nutrientes da água cinza para depurá-la, promovendo simultaneamente o tratamento do esgoto e o reuso da água.

Joana Silva (Mtb 19554)
Embrapa Instrumentação

Tags
Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close