Meio Ambiente

21% das espécies vegetais em risco de extinção

Um estudo realizado por cientistas de jardins botânicos de Kew em Londres, revelou que pelo menos um em cada cinco de todas as espécies de plantas estão ameaçadas de extinção. A agricultura é o principal culpado.

Mais de um quinto das espécies de plantas do mundo enfrenta a extinção, de acordo com um relatório publicado na terça-feira (10 de maio) por Kew Royal Botanic Gardens, no Reino Unido. Das espécies ameaçadas de extinção, quase um terço estão ameaçados por atividades agrícolas.

Compilado por uma equipe de mais de 80 cientistas, este relatório 84-page é a avaliação mais completa de plantas do mundo já realizada. Devido a ser atualizado a cada ano, a publicação do Estado de plantas do mundo relatam coincidiu com um simpósio científico em 11 e 12 de Maio nos jardins botânicos nos subúrbios de Londres.

No seu relatório, os pesquisadores estimaram que cerca de 391 mil espécies de plantas eram conhecidas pela ciência (não incluindo variedades de algas ou musgo), incluindo 369.000 espécies floridas. Este número sobe de forma constante a cada ano: 2.034 novas espécies foram identificadas em 2015. No ano passado, o Brasil, China e Austrália foram os países mais ricos em plantas recém-descobertas, com 235, 158 e 132 novas espécies, respectivamente. Três novas espécies de plantas foram descobertas na França.

uso medicinal

De todas as plantas conhecidas pelo homem, 31.128 são chamadas “plantas úteis”, usados por seres humanos para uma finalidade ou de outra. usos medicinais são as mais comuns (17.810 espécies). 5.538 espécies diferentes são consumidos por seres humanos e 3.649 por outros animais, e 11,365 espécies são colhidas para materiais (algodão, linho, etc.).

De acordo com os pesquisadores, 21% de todas as plantas conhecidas estão em risco de extinção. A principal ameaça para 31% dessas plantas ameaçadas é a agricultura, através de plantações de monoculturas (por óleo de palma ou borracha, por exemplo) e pastejo animal. Outros 21% das espécies ameaçadas estão ameaçadas pela pilhagem dos recursos naturais, principalmente por meio do desmatamento.

Em seguida, vem a urbanização (perda de habitat, turismo, indústria), as mudanças ambientais (incluindo os incêndios) e espécies invasoras (do qual o relatório identificou 4.979). A mudança climática é a maior ameaça para cerca de 10% das espécies de plantas ameaçadas de extinção, nomeadamente aquelas que crescem em regiões montanhosas.

Tags
Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close