Meio Ambiente

Declaração sobre clima e segurança é lançada em Haia na Conferência de Segurança Planetária

Destacadas lideranças da comunidade de clima e segurança lançaram uma declaração sem precedentes na Conferência Planetária de Segurança. Até o momento, ela conta com a assinatura de 40 representantes de alto nível de agências da ONU, governo, corpo diplomático, academia e think tanks. Eles incluem o 26º Primeiro-Ministro da Austrália e Presidente da Comissão Independente sobre Multilateralismo, Kevin Rudd, o Ministro dos Negócios Estrangeiros da Holanda, Halbe Zijlstra, o Ministro da Água do Iraque, Hassan Janabi, a secretária executiva da Convenção da ONU sobre Desertificação, Monique Barbut, a ex-secretária executiva da Convenção da ONU sobre Mudanças do Clima e atual convocante da Mission2020, Christiana Figueres, e a Executiva Chefe da European Climate Foundation, Laurence Tubiana.

“Esta Declaração contém o que aprendemos sobre riscos relacionados ao clima sendo um fator chave – e às vezes um motor principal – da insegurança humana e dos conflitos e o transforma em um plano de ação prático”, destaca Hassan Janabi, ministro iraquiano da Água . “Não temos muito tempo. A mudança do clima já está tornando muitas das crises complexas que o mundo enfrenta atualmente – desde a migração até o conflito, a escassez de recursos até o terrorismo – muito mais difíceis de resolver, como já vi em primeira mão diante da diminuição dos recursos hídricos no Iraque “, completa.

A Declaração é um plano de seis pontos que abrange tanto um apelo para a nomeação de um representante da ONU como um processo para desenvolver uma avaliação do risco de segurança climática, além de ações concretas em alguns dos países mais vulneráveis, incluindo Mali e Iraque. No coração do plano está a necessidade de todos trabalharem juntos para lidar e gerenciar as ameaças antes de surgirem – sejam elas migração, deslocamento, avaliação de riscos de segurança climática e garantia de que o desenvolvimento seja sensível ao clima em mudança. Os programas de apoio contínuos e novos no domínio da ajuda humanitária, da migração, da segurança, bem como das missões de alerta precoce e militar, devem ter mais em conta os riscos climáticos.

Monika Sie Dhian Ho, Diretora do Instituto Clingendael, disse: “O impacto da insegurança relacionada ao clima pode fazer o conflito político visto na Europa pela crise migratória parecer um anão. Portanto, é bom que tantas organizações já tenham endossado o pedido de ação incorporado na Declaração de Haia sobre Segurança Planetária. Por isso, convidamos todos os que têm preocupações sobre este tópico a endossar a declaração on-line “.

A Declaração, que agora será aberta amplamente para assinaturas, marca a primeira vez que existe um apoio tão amplo para um programa de ação sobre a segurança climática. Ela surge após um ano significativo para a segurança climática, no qual houve um inquérito do Senado australiano sobre o tema, o lançamento da nova estratégia da UE para promover a resiliência e a resolução do Conselho de Segurança da ONU do Lago Chade, que subsequentemente anunciou avaliação de risco abrangente.

“A Declaração de Haia sobre Segurança Planetária mostra o compromisso de uma crescente comunidade de prática de reconhecer as implicações geopolíticas da mudança ambiental global e a necessidade de abordar sistematicamente os riscos compostos em torno da mudança climática”, disse Alexander Carius, o Diretor de Adelphi, um grupo de pesquisa baseado em Berlim e um dos organizadores da conferência.

“O Relatório Especial de Ciência Climática do U.S. Global Change Research Program ressalta que a mudança climática é um multiplicador de ameaças para a instabilidade global, afirmando claramente que estamos vivendo no período mais quente da história da civilização moderna. A mudança climática é um dos desafios de segurança global mais fundamentais que enfrentamos no século XXI e é por isso que este chamado à ação é tão oportuno “, disse Sherri Goodman, ex-subsecretária de Defesa (Segurança Ambiental).

AViV Comunicação

Tags
Ler matéria completa

Guiga Liberato

Meu nome é Guiga Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Meio Ambiente Rio com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: [email protected]

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close