Índia planeja proibir plástico de uso único até 2022

0

O planeta está se tornando de plástico e aos poucos nossos oceanos estão ganhando grandes quantidades minúsculas partículas de polietileno que são muitas das vezes ingeridas por peixes e outros animais marinhos. A ONU divulgou um relatório sobre os acenos nada agradável para as próximas décadas. Estima-se que em 2050 será possível encontrar nos mares mais plásticos do que peixes.

A grande quantidade de plásticos que estão sendo descartados de forma errada está tornando-se um grande problema para os países e também para os países pobres. Todos estão envolvidos neste problema de como descartar os resíduos sólidos de forma sustentável.

A Índia, assim como outros países, está dando os primeiros passos para ajudar a diminuir o impacto ambietal no planeta. O país pretende abolir o plástico de uso único em cerca de quatro anos. O primeiro-ministro Narendra Modi anunciou o objetivo no Dia Mundial do Meio Ambiente – O compromisso é muito mais ambicioso e as ações para combater a poluição por plásticos tem que envolver pelo menos 60 países. A medida poderia reduzir drasticamente o fluxo de plástico de 1,3 bilhão de pessoas.

O ministro do Meio Ambiente, Florestas e Mudança Climática do país, Harsh Vardhan, disse que os plásticos de uso único serão proibidos em todos os estados do país até 2022. Solheim disse que a medida inspiraria o planeta e “provocaria uma mudança real”.

“É o dever de cada um de nós garantir que a busca pela prosperidade material não comprometa nosso meio ambiente”, disse Modi. “As escolhas que fazemos hoje definirão nosso futuro coletivo. As escolhas podem não ser fáceis. Mas através da conscientização, da tecnologia e de uma parceria global genuína, tenho certeza de que podemos fazer as escolhas certas. Vamos todos nos unir para vencer a poluição do plástico e fazer deste planeta um lugar melhor para viver. ”

A ONU divulgou um relatório fornecendo “a primeira avaliação global abrangente de ação do governo contra a poluição de plástico”, incluindo estudos de casos de mais de 60 países. O relatório incluiu uma lista de estados e cidades na Índia que proibiram sacolas plásticas ou produtos plásticos descartáveis, e o estudo de caso selecionado no país destacou os esforços de limpeza de praias em Mumbai; a iniciativa iniciada pelo advogado local Afroz Shah no início deste ano. Voluntários limparam cerca de 13.000 toneladas de lixo, em grande parte plásticos, de acordo com o estudo de caso, e este ano as pessoas viram filhotes de tartaruga de Olive Ridley na praia pela primeira vez em mais de 20 anos.

Deixe uma resposta