Bastidores da TVEntretenimento

RedeTV: 5 motivos para um novo programa de fofoca não dar certo na emissora

A RedeTV segue decidida em lançar o seu novo programa de fofoca em 8 de outubro

A RedeTV bateu o martelo e no próximo dia 8 de outubro, na semana de mais um feriado nacional, a emissora estreia o seu mais novo programa de fofoca, o Tricotando. O programa que pretende pegar carona no sucesso do Fofocalizando do SBT tem o objetivo de repetir o mesmo formato do programa que conta com Leo Dias, Livia Andrade, Leão Lobo e Gabriel Cartolano na apresentação.

Depois de muito trabalhar para conseguir montar o time de apresentadores, a RedeTV finalmente conseguiu juntar Ligia Mendes, Rosana Jatobá e o repórter do TV Fama Franklin David para ser a cara do novo programa.

O Tricotando será exibido de segunda a sexta, na faixa de horário das 18 horas até 19h30, antecedendo o TV Fama de Nelson Rubens e Flávia Noronha. Mas será que o programa vai dar certo?

5 fatores específicos revelam que o novo programa de fofoca da RedeTV pode dar (muito) errado. Saiba quais são eles logo a seguir.

 

1 – Desgaste do Formato na Emissora

Nelson Rubens no TV Fama RedeTV

Embora esteja tratando o Tricotando como um produto completamente novo, a RedeTV está apenas apostando no que ela já sabe fazer: programa de fofoca.

Na grade de programação da emissora, os produtos TV Fama e A Tarde é Sua, de Sonia Abrão, já são bastante conhecidos e cobrem o noticiário de celebridades em todo o tempo que tem disponível.

Pensando nisso, será mesmo que precisava de um novo programa de fofoca? Talvez fosse o caso de investir em um formato diferente para não desgastar esse tipo de entretenimento na emissora de Marcelo de Carvalho e Amilcare Dallevo.

 

2 – Falta de Identidade

Diante de tantos programas semelhantes dentro e fora da RedeTV, o Tricotando corre sérios riscos de ser apenas um programa sem identidade.

LEIA TAMBÉM:  Música com Madonna pode ser a grande oportunidade de Anitta depois de J Balvin

O fato de a estreia estar sendo montada às pressas para aproveitar o fim do período eleitoral favorece que o programa não tenha uma identidade muito bem construída em seu início.

Ao que parece, a RedeTV está mais preocupada em copiar o que vem dando certo na concorrência do que em oferecer algo diferente para o seu espectador.

 

3 – Química entre Apresentadores

Montar um time de apresentadores não é uma tarefa fácil. É uma mistura de sorte com feeling para identificar qual perfil de apresentador combina mais para interagir na tela.

Nesse sentido, um caso bem-sucedido é o do Hoje em Dia, da Record. No início do programa, o quarteto Ana Hickmann, Chris Flores, Edu Guedes e Britto Jr funcionava tão bem que elevaram a audiência das manhãs da Record na época em que os quatro estavam no comando.

Com o tempo, o Hoje em Dia sofreu mudanças e hoje dificilmente terá uma química tão autêntica quanto a de sua formação original.

Quando se tem um time de apresentadores pouco coeso entre si, a artificialidade se torna uma marca registrada de um programa. E a audiência não costuma dar chance ou tempo para que um grupo de apresentadores “aprenda” a dividir o programa. O ideal é que eles já tenham química desde o início.

Considerando que a RedeTV não teve muita escolha na hora de montar o seu time, visto que muitos profissionais, como Leo Dias e Mara Maravilha, recusaram a proposta para apresentar o programa, o risco de que os apresentadores não harmonizem na tela é grande.

LEIA TAMBÉM:  A Fazenda 10: Sonia Abrão detona Ana Paula Renault no A Tarde é Sua

 

4 – Período Eleitoral

Embora esteja divulgando para o mercado publicitário que o novo programa chega após o fim do período eleitoral, a RedeTV pretende estrear o Tricotando logo após o primeiro turno.

Ou seja, durante duas semanas, ainda teremos uma campanha eleitoral em alta para o segundo turno.

Pode parecer um fator pouco influente, mas lançar um novo programa de fofoca em um momento onde os espectadores estarão consumindo um noticiário político atenuante é uma decisão arriscada. Para driblar essa questão, a solução é fazer o Tricotando promover também uma espécie de “fofoca política”.

 

5 – O título

RedeTV Logo

O último motivo pelo qual o novo programa de fofoca da RedeTV pode não dar certo é, definitivamente, o seu título.

A RedeTV decretou a sua falta de criatividade ao decidir que Tricotando será o título de seu novo programa. Até mesmo o insosso “Tudo em Um”, título sugerido por Rosana Jatobá, tinha mais apelo comercial do que o nome original “Tricotando”.

E você, também acha que o novo programa de fofoca da RedeTV vai precisar se esforçar muito para aumentar a audiência da emissora no fim de tarde? Diga a sua opinião nos comentários!

Raigor Ferreira

Olá! Eu sou o Raigor. Sou escritor de livros infanto-juvenis desde 2014 e redator nas horas ocupadas. Autêntico canceriano e apaixonado pela escrita desde que aprendi a ler com quatro anos, escrevo sobre celebridades, séries e filmes aqui no Meio Ambiente Rio. Eu amo esse universo e se quiser entrar em contato comigo, escreva pararaigorbooks@gmail.com

Tags
Mostre mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close