Meio Ambiente

11ª Feira de Sementes Nativas e Crioulas e de Produtos Agroecológicos

Acontece de 10 a 12 de julho, em Juti, a 11ª Feira de Sementes Nativas e Crioulas e de Produtos Agroecológicos e o 4 º Seminário sobre Uso e Conservação do Cerrado do Sul do Mato Grosso do Sul. O evento será realizado no Salão Paroquial e áreas próximas à Praça Central.

Os eventos pretendem resgatar sementes nativas e crioulas e valorizá-las, bem como os produtos sadios – sem agrotóxicos- assim como a própria cultura camponesa e os saberes acumulados ao longo do tempo. As inscrições estão abertas e podem ser feitas no site do eventohttp://sementescrioulasjutims.org/inscricao.

Os eventos funcionam como uma vitrine alternativa para estimular a produção de sementes nativas e crioulas, além da defesa de um modelo de agricultura baseado na sustentabilidade, tendo em conta a dimensão social, ambiental, cultural, organizativa e econômica.

O supervisor do Setor de Prospecção e Avaliação de Tecnologias (Spat) da Embrapa Agropecuária Oeste, Milton Padovan, explica que a “Feira de Juti”, como é  popularmente conhecida, é de grande importância para os agricultores familiares interessados na produção de alimentos orgânicos, pois é um espaço de diálogo em favor da agricultura camponesa tradicional e para trocas de sementes nativas e crioulas e experiências em prol de sua conservação e reprodução, aliado à construção de novos conhecimentos que são fundamentais para o desenvolvimento sustentável da agricultura familiar.

Os eventos serão realizados pela Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Associação dos Produtores Orgânicos de MS (APOMS), Comissão Pastoral da Terra (CPT), Embrapa Agropecuária Oeste, Instituto Cerrado Guarani e Prefeitura Municipal de Juti. Terão apoio da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de MS (Fundect), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Confederação Nacional da Agricultura (CNA), Faculdade  Anhanguera de Dourados, Irmãs de São José de Chamberi, Programa Nacional de Extensão Universitária (PROEXT/MEC), Agência de Apoio ao Desenvolvimento Sustentável (AADS), Delegacia Federal do Ministério do Desenvolvimento Agrário de MS (DFDA/MDA), Rádio Criativa FM, Superintendência Federal de Agricultura (SFA-MAPA/MS, Sindicato dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (Sintraf/Juti), Fundação Nacional do Índio (Funai), Sindicato Rural de Juti, Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural de MS (Agraer), Sabores do Cerrado e Tratornam.

Confira a programação dos eventos

10/07/2015 – Quarta-feira

14h às 16h – Inscrições e entrega de materiais

19h às 20h – Solenidade de abertura

20h às 21h30 – Troca de sementes, saberes e experiências

Apresentação da Orquestra de Violão da Aldeia Teykue

 

11/07/2015 – Quinta-feira

8h às 9h – Café com prosa

9h às 11h30 – Mesa Redonda – Comercialização de produtos da Agricultura Familiar: produtos agroecológicos e sementes crioulas

Mediador – Milton Parron Padovan – Embrapa Agropecuária Oeste

Convidados – Representante da Conab

Enelvo Feline – Presidente da Agraer

Gerson Faccina – Delegado do MDA

Experiências de venda de Associações e municípios de MS

11h30 às 13h – Almoço

13h às 14h – Apresentação de trabalhos em pôster

14h às 17h30 – Oficinas e minicursos

Aproveitamento dos frutos do cerrado para confecção de doces – Associação Sabores do Cerrado – Assentamento Lagoa Grande – MS

Restauração Ecológica no Cerrado – José Felipe Ribeiro – Embrapa Cerrados

Homeopatia de resultado: do preventivo ao tratamento para produção Animal – Leandro Ferreira Teodoro – Real H

Práticas de enxertia e clonagem de plantas – Valdeci Sebastião da Silva e Teonilia Pereira da Silva – Agraer

Avaliação de sustentabilidade de propriedades em transição agroecológica- Alberto Feiden – Embrapa Pantanal

Produção de orquídeas – Alisson T. Biazussi – Orquidário Rainha da Paz

Potencialidade de uso da automação em pequenas propriedades rurais – Luciano Oliveira Geisenhoff – UFGD

Espaço Agraer: Gerenciamento da propriedade rural da Agricultura Familiar – Agraer

Artesanato com fibras – Adriana dos Anjos Oliveira – Associação Caapotyra de Artesanato

Educação ambiental e aproveitamento de resíduos sólidos – Simone Secom – UFGD

19h às 23h – Apresentação cultural

 

12/07/2015 – Sexta-feira

8h às 9h – Café com prosa

9h às 12h – Minicursos

Artesanatos com matéria-prima do cerrado – Instituto Cerrado Guarani

Coleta, armazenamento e produção de mudas do Cerrado – Roberto Ogata – Projeto Biomas

Produção de insumos agroecológicos – APOMS

Plantas medicinais do Cerrado e etnoconhecimento – Andréia Sangalli – UFGD

Diversidade de Plantas companheiras – Aurélio Vinícius Borsato – Embrapa Pantanal

Banco Comunitário de Sementes Crioulas – Valter Loeschner – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Cuidados com a produção de peixes comerciais – Projeto CEPEXP – UFGD

Sistema Alternativo de Irrigação de Baixo Custo – Adriana Feiden – bolsista ATP da UFMS

Sustentabilidade e a vida das mulheres – Marcha Mundial das Mulheres

Produção de adubos orgânicos e substratos para mudas – Ivo de Sá Motta – Embrapa Agropecuária Oeste

12h às 14h – Almoço

Todos os dias haverá troca de sementes e de experiências

Christiane R. Congro Comas (Mtb-SC 00825/9 JP)
Embrapa Agropecuária Oeste

Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro.
Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável.
Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer!

Para falar comigo, entre em contato pelo email:
contato@meioambienterio.com

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker