Meio Ambiente

Restauração ecológica no Cerrado é tema de oficina em evento no MS

Será realizada de 10 a 12 de julho, em Juti (MS), a 11ª Feira de Sementes Nativas e Crioulas e de Produtos Agroecológicos e o 4 º Seminário sobre Uso e Conservação do Cerrado do Sul do Mato Grosso do Sul. Dentro da programação de oficinas e minicursos a serem ministrados no sábado (11), um dos assuntos tratados será a restauração ecológica no Cerrado. O pesquisador da Embrapa Cerrados, José Felipe Ribeiro, conduzirá os trabalhos no local.

O curso mostrará técnicas de restauração da biodiversidade e a importância dos serviços ambientais dentro da estratégia que busca acelerar a sucessão e baratear custos. O pesquisador explica, entretanto, que a restauração dentro da agroecologia tem o pressuposto de utilizar princípios ecológicos ao invés de receitas prontas. “Assim, restaurar não seria sinônimo de apenas plantar mudas, mas saber como utilizá-las nos plantios. Facilitar o entendimento relativo a questões fundamentais sobre viveiros e produção de mudas de algumas espécies nativas do Cerrado é fundamental e será abordado”, adianta o pesquisador, que estará acompanhado no evento pelo técnico da Embrapa Cerrados e do Projeto Biomas, Roberto Ogata.

As oficinas são destinadas àqueles que possam estimular a capacitação recíproca de um grupo no sentido de melhor cuidar do ambiente Cerrado e, ao mesmo tempo, gerar retorno econômico. Outro assunto a ser abordado na capacitação será a época de coleta e germinação de sementes. Ao final, será construída de forma coletiva com os participantes uma tabela interativa que mostrará a época de coleta de sementes nativas na região do Mato Grosso do Sul. Temas como a construção e manutenção de viveiros, preparação do substrato e produção de mudas de espécies nativas também serão tratados nessas oficinas.

Projeto Biomas – o pesquisador José Felipe Ribeiro é pesquisador da Embrapa no Projeto Biomas no Cerrado. Iniciado em 2010, o projeto é fruto de uma parceria entre a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e a Embrapa e conta com a participação de cerca de 400 pesquisadores e professores de diferentes instituições do país. O objetivo do Projeto Biomas é viabilizar soluções com árvores para a proteção, recuperação e o uso sustentável de propriedades rurais nos diferentes biomas brasileiros. “Dessa forma, o projeto também busca atender o Código Florestal com sustentabilidade”, afirma o pesquisador.

Mais informações sobre o Projeto Biomas no www.projetobiomas.com.br

Juliana Caldas (MTb 4861/DF)
Embrapa Cerrados

Vagner Liberato

Sobre o autor | Website

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Meio Ambiente Rio com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.