Meio Ambiente

Serra dos órgãos intensifica sinalização de trilhas

Serra dos órgão recebe sinalização visando a alta temporada de montanhismo na trilha de longo curso Caminhos da Serra do Mar

A equipe do Parque Nacional da Serra dos Órgãos – unidade de conservação administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) localizado no Rio de Janeiro – já está atenta ao início da temporada de montanhismo e intensificou a sinalização na trilha de longo curso Caminhos da Serra do Mar.

Foram instalados totens e setas indicadoras de direção em boa parte dos 68 km de trilha que corta a unidade de conservação. Além do incremento na sinalização, foram realizadas algumas ações de manejo das trilhas, para melhorias das condições de drenagem, abertura do corredor e melhor orientação dos caminhantes.

A época ideal para a prática do montanhismo na Serra dos Órgãos iniciou com um mutirão de sinalização e limpeza das trilhas. Nas ultimas semanas, funcionários do Parque Nacional da Serra dos Órgãos e montanhistas colaboradores realizaram o manejo e a sinalização rústica em três trechos dos Caminhos da Serra do Mar, mas precisamente na trilha Caminho do Ouro, na travessia Cobiçado Ventania e na trilha Uricanal. Ao todo foram mais de 20 km de trilhas manejas e sinalizadas ligando os municípios de Magé e Petrópolis.

Nestas trilhas, a equipe do Parque adotou uma forma rústica de sinalização. De maneira simples e barata, eles optaram por totens de eucalipto tratado que foram cortados e pintados, indicando a direção de alguns atrativos e a distância percorrida e que falta para o término de cada trilha.

Além disso, setas direcionais foram pintadas indicando a direção a ser seguida pelo caminhante. Para escrever na madeira foi utilizado um pirógrafo, que é um aparelho elétrico para gravação por meio de calor.

Mais de 30 pessoas participaram dos mutirões. Estas ações tem sido realizadas a cada semestre para manter as trilhas abertas, sinalizadas, mais seguras e de fácil orientação para os visitantes.

Para o chefe da unidade, o analista Leandro Goulart, ações simples e de baixo custo podem e devem ser implementadas nos parques nacionais visando sempre o ordenamento do uso público, favorecendo a visitação de baixo impacto nas UCs e o atendimento às expectativas do nosso público alvo. ” Ao favorecermos a presença de visitantes montanhistas nestas áreas inibimos a presença de pessoas que muitas vezes procuram áreas naturais para prática de crimes, como a caça e a extração de palmito”, destacou Goulart.

Saiba mais sobre a visitação no Parque Nacional da Serra dos Órgãos.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280
Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro.
Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável.
Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer!

Para falar comigo, entre em contato pelo email:
contato@meioambienterio.com

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker