Meio Ambiente

CAR já cadastrou 59% dos imóveis rurais

Números indicam que, até o fim do prazo, 5 de maio de 20116, cobertura chegará próximo de 100%.

 

Por: Paulenir Constâncio – Editor: Marco Moreira

Com 237,2 milhões de hectares, correspondentes a 360,5 mil imóveis já cadastrados, o Cadastro Ambiental Rural divulgou, nessa terça (10/08), seu boletim mensal.  Com incremento médio de 5% dos imóveis cadastráveis e um percentual de 59% já cadastrado, a previsão é de que até o dia 5 de maio do ano que vem, quando expira o prazo, o total alcance um território próximo de 397,2 milhões de hectares. Essa é área passível de ser cadastrada, de acordo com o Censo Agropecuário do IBGE, de 2006.

“Já cadastramos uma área corresponde ao tamanho de oito Alemanhas”, informou o diretor geral do Serviço Florestal Brasileiro (SFB), Raimundo Deusdará. Os novos números foram divulgados no 2º Encontro Nacional dos Editores, Colunistas e Bloqueiros, em Brasília. Ele lembrou, ainda, que o Código Florestal prevê que, após 2017, os proprietários rurais que estiverem fora do cadastro ficam impedidos de fazer empréstimos bancários para custear suas atividades.

DISCUSSÃO

O perfil dos imóveis cadastrados vem se mantendo, segundo Deusdará. Os pequenos agricultores e os agricultores familiares já totalizam quase 90% de território cadastrado. O cadastramento enfrenta problemas nos Estados do Sul. “Mas isso está sendo contornado”, explica o diretor do SFB.  De acordo com ele, há uma discussão sobre se o Pampa é ou não área consolidada, o que estaria atrasando o cadastramento principalmente no Rio Grande do Sul.

A Região Norte, liderada pelos Estados do Pará e Mato Grosso, é a que onde há maior adesão ao CAR, com 94,9 milhões de hectares. Antes da criação do Sistema de Cadastramento Ambiental Rural (Sicar), os Estados já se encontravam com boa parte de sua área cadastrada. O Sul registra cadastros de apenas 22% de sua área. “Estamos atuando com mais intensidade na solução das áreas críticas”, afirmou Deusdará.

FLORESTAS

O Programa de Recuperação Ambiental (PRA), que dará apoio à restauração das áreas que não deveriam ter sido desmatadas, identificadas no CAR, já registrou adesão de mais de 50% dos cadastrados. “É melhor notícia do boletim”, avalia o diretor da SBF.

De acordo com ele, o Ministério do Meio Ambiente já está trabalhando em projetos de apoio a recuperação dessas áreas. O MMA está elaborando um curso de educação ambiental para preparar os secretários estaduais de meio ambiente na execução do PRA

Assessoria de Comunicação Social (Ascom/MMA)

Ler matéria completa

Vagner Liberato

Meu nome é Vagner Liberato, sou carioca e vivo no Rio de Janeiro. Formei-me em Administração de Empresas e sou um apaixonado por conteúdo sustentável. Desde 2015 faço o Jornal Sustentabilidade com maior prazer! Para falar comigo, entre em contato pelo email: contato@meioambienterio.com

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close